Meu chefe comeu a minha bundinha

Oi pessoal, meu nome é Bárbara e estou de volta pra contar como o meu chefe comeu a minha bundinha. Primeiro gostaria de agradecer a todos aqueles que me escreveram e que gostaram do meu primeiro relato. Fiquei muito feliz e isso me encorajou a continuar contando as minha aventuras extra conjugal. Depois da festa de final de ano na minha empresa quando o meu chefe me comeu pela primeira vez, ficamos eu e meu marido nos deliciando com aquele acontecimento. Mas ávida deveria ir em frente e tive que voltar ao meu trabalho. Passada as festa, no inicio de janeiro voltei ao meu serviço e ao meu chefe. Nos primeiros dias, seu Brandão me olhava com um olhar de cobiça mas não comentava o que havia acontecido conosco. Passada a primeira semana, em uma quinta-feira, ele chegou perto de mim e falou no meu ouvido que não conseguia esquecer o meu presente. Como eu disse que também não esquecia, ele me convidou para na sexta-feira ir almoçar com ele mas que não tinha hora de voltar. Eu aceitei e quando cheguei em casa fui correndo contar para o meu marido. Ele ficou todo contente e queria ir também, mesmo que fosse escondido. Eu disse que não poderia ir e que iria ficar difícil dele escutar também, mas prometi que assim que chegasse em casa iria contar tudo a ele nos mínimos detalhes. Ele acabou aceitando e concordando comigo. Na sexta-feira, me arrumei como sempre sensual e meu marido me achou deliciosa. Ele me deixou no trabalho e foi embora. Passei o dia inteiro, tanto eu quanto seu Brandão esperando a hora de ir almoçar. Na verdade, eu sabia que o almoço seria eu e só o meu chefe é quem iria almoçar. As 14:00 horas eu saí e peguei um táxi indo para a Barra da Tijuca enquanto seu Brandão ia no seu carro. Por telefone fomos nos comunicando até chegar na Av. Olegário Maciel saltei do táxi e entrei em um banco pra retirar dinheiro e esperar o meu chefe. Ele chegou logo depois e entrei no seu carro. Assim que me sentei ao seu lado, seu Brandão me deu um longo beijo de língua e foi logo passando a mão na minha coxa. Perguntei se não íamos almoçar e ele ligou o carro e fomos embora, só que não foi para um restaurante e sim para o Motel. Chegando fomos direto para um suíte e depois de saltar do carro, ele disse que gostaria de fazer tudo aquilo que não pode por causa do meu marido que estava me esperando. Chegando no quarto, seu Brandão me deitou na cama e foi tirando a minha roupa. Tirou as minhas sandálias, minha blusa, minha calça jeans e me deixando de calcinha e sutiã. Ele então tirou o meu sutiã fazendo meus seios grandes e duros pularem de felicidades. Ele já estava de cuecas e pelo volume seu pau estava tinindo de tão duro. Seu Brandão deitou por cima de mim e passou a mamar os meus seios. Chupava um depois outro e me deixava louca de tesão. Depois ele foi descendo a sua língua pela minha barriga, enfiou ela dentro do meu umbigo, e continuou descendo até chegar a minha buceta me lambendo e me chupando com muita vontade e desejo. Seu Brandão enfiava a língua dentro dela e dava pequenas mordidinhas no meu grelo que estava muito duro de desejo. Eu gozei a primeira vez na boca do meu chefe e apertei sua cabeça com as minhas pernas o que prolongou meu prazer me fazendo quase desfalecer de tanto gozar. Puxei seu Brandão pelos cabelos quase jogando ele inteiro sobre o meu corpo e demos um delicioso e demorado beijo de língua enquanto sentia seu pau duro por cima do meu corpo. Sem parar de beijar o meu chefe, estiquei a minha mão e pegando o pau dele direcionei para a entrada da minha buceta pedindo e ele: – Por favor seu Brandão. Para de me fazer sofrer e enfia logo esse pau gostoso dentro de mim pois não agüento mais sentir tanto tesão. Seu Brandão, colocando a cabeça do pau na portinha dela, foi empurrando devagar e depois de entrar a cabeça por inteiro, ele foi enfiando todo aquele pau duro dentro de mim e disse: – Ah Bárbara, você não pode imaginar como eu desejei te fuder de novo e desta vez com calma. Meu chefe passou a cadenciar suas metidas me fazendo sentir cada centímetro do seu pau entrar e sair da minha buceta que estava completamente encharcada de tesão. Ficamos fudendo gostoso e eu gozei a segunda vez só que agora com o pau do seu Brandão todo dentro de mim. Seu Brandão parecia controlar seu prazer me fazendo gemer e gozar até que não agüentando mais disse no meu ouvido que iria gozar e me encheu toda com a sua porra quente e gostosa me fazendo ter o meu terceiro gozo, desta vez junto com ele. Depois de gozar, meu chefe ainda ficou um pouco mais dentro de mim e quando seu pau começou a amolecer ele deitou ao meu lado e ficamos abraçados até quando ele resolveu me perguntar como foi com o meu marido depois que ele encheu a minha buceta de porra. Eu contei o tesão que o meu marido estava e o nosso plano para ele escutar nossa trepada. Seu Brandão ficou espantado com tudo mas disse que ficou feliz em saber que meu marido sabia de tudo e quis saber s ele tinha chupado a minha buceta ou não. Disse que ele tinha provado e bebido toda a porra que estava dentro dela e que deveria querer mais. O pau do seu Brandão começou a dar sinal de vida e ele pediu pra eu chupar. Comecei tocando um punhetinha nele e quando ele já estava quase duro, cai de boca e mamei do jeitinho que mamo o do meu marido e ele fica louco. O pau do seu Brandão cresceu na hora e quando eu pensei que ele fosse gozar na minha boca, ele virou pra mim e disse: – Bárbara, agora eu quero comer o seu cúzinho apertado. Vem e vira de costa pra mim, vem? Fiquei um pouco preocupada pois o pau do meu chefe era do tamanho do meu marido mas bem mais grosso. Achei que ele iria me arrombar toda e pedi pra ser em outro dia. Ele, levantou, pegou alguma coisa no bolso do seu paletó que eu descobri depois que era um tubo de KY e me virando de bruços na cama, abriu as minhas pernas e passou a chupar por trás a minha buceta e enfiava a língua de vez enquanto dentro do meu cú. Ele me virou de barriga pra cima e abriu as minhas pernas e caiu de boca novamente na minha buceta que estava toca escancarada e molhada de tesão de da própria porra do meu chefe. Enquanto ele me chupava, passou e enfiar um dedo no meu cú e devido a dificuldade dele entrar, passou bastante KY na portinha rosada do meu cúzinho e no dedo dele e enfiou devagar seu dedo dentro do meu cú e passou a me fuder com o dedo. Aquilo foi me dando um prazer diferente, pois quando estou dando a bundinha pro meu marido, gozo sempre com muito mais força. Se Brandão então pediu que eu ficasse de quatro e depois de lambuzar seu pau e meu cú com o lubrificate, encostou a cabeça do pau no meu anel e foi forçando a entrada da cabeça do seu pau. Senti muita dor mas depois que a cabeça do pau entrou, meu chefe foi bem devagar enfiando todo o seu pau até eu sentir seus pentelhos encostando na minha bunda. Meu chefe deixou todo o seu pau dentro do meu cú e sem fazer nenhum movimento começou a mexer no meu grelo e tocar uma siririca bem gostosa. Ele então parou de me tocar e bem devagar retirou todo o seu pau de dentro de mim. Ele passou mais KY no seu pau e na meu cú e enfiou novamente todo o seu pau da mesma maneira que da vez anterior. Depois de todo o pau dentro de mim, ele voltou a me tocar quase me fazendo gozar. Meu chefe repetiu tudo mais duas vezes até que eu gozei e a dor já não me incomodava mais. Ela foi substituída pelo prazer de dar a bunda e só então o meu chefe comeu o meu cú. Ele passou a meter e tirar aquele pau duro de dentro de mim e com movimentos, primeiro cadenciados depois com força. Meu cú estava completamente arreganhado e ele fudeu gostoso e quando estava pra gozar falou: – Isso Bárbara, rebola gostoso que vou encher seu rabo de porra pra você levar pro corno do seu marido. Rebola, vai. E nisso, gozou quase que gritando de prazer e me encheu o cú de porra. Eu acabei gozando junto com ele e desta vez gozei mesmo foi pelo cú. Ah, que delícia sentir a porra dele batendo dentro do meu cú. Depois de gozar, caí deitada na cama e o meu chefe por cima de mim com seu pau todo enterrado na minha bunda. Depois de descansar, fomos tomar um banho juntos e acabei mamando aquela vara gostosa e fiz meu chefe gozar dentro da minha boca. Engoli o que pude engolir só pra sentir o gosto que o meu marido sentiu ao chupar a porra do meu chefe que levei dentro da minha buceta pra ele. Depois fomos embora e seu Brandão me deixou em um ponto de táxi perto de casa e fui embora. Quando cheguei em casa já era quase 10:00 horas da noite e meu marido havia pedido comida em um restaurante pra nossas filhas pois sabia que eu não deveria chegar cedo em casa. Ele queria saber tudo o que havia acontecido mas as meninas não nos deixavam sozinhos. A noite, quando fomos deitar, contei tudo pro meu marido que ficou com ciúmes quando soube que meu chefe comeu a minha bundinha. Eu disse a ele que aconteceu e que ele soube muito bem como fazer. Como não tinha nada pro meu marido provar, pois tomei um demorado banho no Motel e lavei tudo, ele fez questão de conferir em que estado havia ficado minha buceta e meu cúzinho. Depois de avaliar a situação e ver que estava tudo no lugar, fomos dormir não sem antes meu maridinho meter gostoso a sua pica na minha bucetinha que tanto gosta de ser fudida. Assim foi quando eu dei a primeira vez a minha bundinha pro meu chefe

Autor: B.Carvalho

Doutorsexo’s

18 comentários sobre “Meu chefe comeu a minha bundinha

  1. Pingback: Os números de 2010 « Doutorsexo's Blog

  2. Minha esposa tambem faz isso e eu tambem adoro. Nem sempre posso ver (só quando ela tráz o homem aqui em casa); mas sempre me conta tudo, nos mínimos detalhes (eu peço que faça isso). Todo homem gosta de enrabar, ainda mais se for uma mulher casada (em especial com corno manso). Com a Chris não é diferente. Seu patrão lhe dá belas enrabadas, e ela chega aqui em casa toda contente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s