O Marido bebado e a esposinha leva no …

Voltavamos de uma festa quando na portaria um amigo do meu marido pede carona. Muito gentil sentou-se no banco traseiro e no caminho sugeriu um lindo mirante em Belo Horizonte, proximo a av Bandeirantes. Ficamos um tempo admirando a paisagem quando meu marido apagou pela bebida. Rimos um pouco e com a madrugada ficava frio e nosso “amigo” me abraçou. Por instinto aceitei sempre de olho em meu marido, que dormia no banco. Neste instante um casal transava num carro com os vidros escuros, mas escutavamos o gemido da garota. Entao ele me abraçou por tras e começou a me acariciar elgiando o possivel desempenho da garota. Meu casamento nao ia bem e me deixei envolver quando fui sentindo os toques em meu corpo e logo já em minha bucetinha. Rapidamente ele me fez pegar em seu pinto e eu o punhetava beijando-o até que completamente diferente do que sou normalmente me entreguei e ajoelhei ali mesmo, pois nao podia entrar no carro. Chupei como se fosse a primeira chupada tanto pela situaçao como pelo romantismo do lugar e o tesao da situaçao. Depois de um tempo alisando aquele pinto durissimo fui encaminha a ficar de costas na tampa do porta malas e senti aquela lingua deslizar em minha bunda e bucetinha encharcadissima e eu ali olhando para meu marido apagado. Foi quando vi pelos movimentos que ele colocava a camisinha. Me arrependi e tentei sair, mas fui segura por um braço enlaçado na cintura enquanto o outro guiava o pinto que deslizou para dentro de mim doendo, pois fazia mais de um mes que eu nao transava. E assim foi por um tempo incrivel debruçada no porta malas arrebitando e ele nao gozava e eu ja me desfalecia em tres gozadas, até que ele guiou novamente seu pinto escapado de dentro de mim para o meu nunca explorado cuzinho. A situaçao nao me permitia gritar ou tentar me desvencilhar enquanto ele mexia em seu pinto melado. Forçou com jeito a entrada e me pedindo para relaxar iniciou a penetraçao e eu ali olhando meu marido pelo vidro do carro com o vestido erguido, calcinha no meio das pernas levando bem no cuzinho. Por instantes quase cai na real depois me entreguei tanto que ele até me soltou e me agarrou pela cintura bombando o mais forte que podia até que gozei dando o cuzinho como nunca imaginei que seria capaz. senti o calor do seu esperma e entao vi que ele tinha tirado a camisinha para alagar minha bunda. Que experiente. Quando me virei o casal havia descido do carro e a garota estava de pé do lado de fora chupando seu companheiro. Eu tentava nao olhar , mas nao conseguia e ainda com o corpo envolvido pelo “amigo” que erguia meu vestido oferecendo a visao do meu corpo ao homem como incentivo que terminou numa gozada ao redor da boca da namorada que nos olhou sorrindo e se limpando com a calcinha. Me recompus e durante a recuperaçao de folego ainda chupei-o no interior do carro no banco de tras e o eu marido ao volante. Nao tive coragem de dar de novo ali dentro, mas nao faltou vontade. O dia amanheceu e o acordamos e fomos embora comentando que todos haviamos “APAGADO”dentro do carro. Toda melada eu me lembrei que realmente cuzinho, nem sempre do bebado, nao tem dono.

Autor: novinha

Doutorsexo’s

3 comentários sobre “O Marido bebado e a esposinha leva no …

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s